Tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranqüilo

Conheci essa sábia canção de Walter Franco pelo meu querido irmão Clerinho que conheci no dia fora do tempo no Encontro das Águas, Chapada dos Veadeiros, Goiás. O ano acho que era 2004.
O fato é que eu nunca esqueci nada disso. E apesar de todos os momentos de desconcentração que vivi desde então, foram algumas as vezes que revivi esse versinho e essa descoberta.

Saillans, França

Lembro-me de na cidade de Saillans, na França, ouvir de um português, o José (por onde andarás o José?), uma história de quando estava num mosteiro budista em alguma parte da Europa que já não lembro.
Ele contava como era o exercício da meditação na vida cotidiana e mais ou menos se tratava de se concentrar em cada gesto, não-gesto, vida e não-vida que estava ao seu redor. Talvez não fosse exatamente isso, mas foi isso que ficou pra mim.
Enfim, hoje me lembrei de Clerinho e José quando fui para o meu terceiro mergulho aqui em Okinawa.

A praia foi Maeda (前田) Cape, no Mar da China Oriental, um dia após o Eclipse Solar que se viu do Japão. Nesse lugar, há uma caverna que se pode ir de snorkel e lá fomos Nagamine San e eu para mais um mergulhim.
Foi num dia com quase sol e muito ventoso (parcialmente nublado como diz a moça do tempo) e o mar, diferente das outras vezes, esteve agitado. Na hora de entrar na caverna, tive medo. A água começa a entrar pelo buraco do snorkel, a respiração fica ofegante, dá vontade de pedir para descer. Mas aí me lembrei de José, Clerinho e Walter Franco e fui.

Quando se está no fundo do mar, só dá para ouvir mesmo a própria respiração. É engraçado como a gente tá sempre respirando, mas nem se dá conta. E controle da respiração é essencial no mergulho. E na vida, claro.
O escuro é um lugar esquisito. O desconhecido pode ser um lugar desesperador. Um lugar escuro e desconhecido dá medo.

Talvez nos lugares escuros e desconhecidos é que a gente tem mais que controlar a respiração, manter a mente quieta, a espinha ereta, o coração tranqüilo e observar os peixes. Os peixes são incríveis. Talvez fique tocando essa musiquinha dentro deles a vida toda.

Tags: , ,

3 Respostas to “Tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranqüilo”

  1. Juliana Farinaci Says:

    Victor querido, que sorte a minha ter você como amigo…
    Obrigada. Grande beijo.

  2. Roger Says:

    “Wake… from your sleep
    The drying of your tears
    Today.. we escape
    We escape.

    Pack and get dressed
    Before your father hears us
    Before.. all hell.. breaks loose.

    Breathe… keep breathing
    Don’t lose.. your nerve.
    Breathe… keep breathing
    I can’t do this.. alone.”

  3. Danilo Havana Says:

    E ai Vitao

    tenho a impressao que conheco esse lugar da foto cara.

    abracao

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: